PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL (JC pág. 2)
PL que regulamenta a medicina retorna para o Senado Federal, após aprovação na Câmara


ENTREVISTA (JC pág. 3)
Claudio Giulliano Alves da Costa, presidente da SBIS


ATIVIDADES (JC pág. 4)
Módulos de atualização profissional e homenagens pelo Dia do Médico pautaram o mês


EXAME (JC pág. 5)
A segunda fase da 5ª edição da avaliação foi realizada em 25 de outubro


GERAL (JC pág. 6)
Irregularidades pairam sobre indicação da nova diretoria da Agência Nacional de Saúde


ATO MÉDICO (JC pág. 7)
Após sete anos de tramitação no Congresso, regulamentação da profissão é aprovada


ÉTICA MÉDICA (JC pág. 8)
Acompanhe pontos importantes da 8ª edição do encontro, que contou com experts nacionais e internacionais


GERAL 2 (JC pág. 10)
Novos nomes à frente do Conselho Federal tomaram posse dia 1º de outubro


GERAL 3 (JC pág. 11)
Coluna dos novos representantes do Estado de São Paulo no CFM


ALERTA ÉTICO (JC pág. 12)
Análises do Cremesp ajudam a prevenir falhas éticas causadas pela desinformação


GERAL 4 (JC pág. 13)
Conheça o trabalho desenvolvido pelo Programa de Educação em Saúde no mês de setembro


Geral 5 (JC pág. 15)
Confira se você necessita atualizar seus dados junto ao nosso Setor de Cadastro


ESPECIALIDADE (JC pág, 16)
Série de matérias especiais sobre especialidades médicas


GALERIA DE FOTOS



Edição 264 - 10/2009

GERAL 2 (JC pág. 10)

Novos nomes à frente do Conselho Federal tomaram posse dia 1º de outubro


Conselheiros eleitos assumem nova diretoria do CFM


Callegari (5º da dir. p/a esq.), representante de São Paulo, ao lado de conselheiros de outros Conselhos Regionais

Representando o Estado de São Paulo tomaram posse os conselheiros vencedores da Chapa 1 (Compromisso com os Médicos), Desiré Carlos Callegari,como membro efetivo, e Renato Françoso Filho, como suplente, para a gestão 2009-2014. A posse da nova diretoria do Conselho Federal de Medicina (CFM) ocorreu no dia 1° de outubro, no memorial JK, em Brasília. Roberto d’Ávila, que atuava como vice-presidente, assumiu a presidência do órgão.

Em seu primeiro discurso como presidente, d’Ávila destacou os assuntos ligados à evolução tecnológica que têm repercussões políticas e bioéticas. “Não há nenhuma vantagem em se obter todo esse desenvolvimento, se isso não se basear em princípios éticos e não buscar a dignidade humana, o direito às liberdades fundamentais e aos direitos humanos”, disse. Também não deixou de destacar o contraste entre a evolução tecnológica e a pobreza ainda encontrada no mundo, obrigando a classe médica à reflexão sobre essa conjuntura, incluindo a defesa do SUS.

Segundo Callegari, o principal objetivo será o de redefinir os rumos da representação, para que a voz dos médicos do Estado de São Paulo seja ouvida em seus pleitos imediatos. “Precisamos construir um CFM mais forte, que assuma uma postura ativa, participando efetivamente das lutas para melhorar honorários, valorizar e garantir o trabalho médico e atuar por uma assistência de qualidade para a população”, afirmou.


Dia Internacional do AVC
Fórum municipal propõe ações no combate à doença


Milton Glezer (1º à esq.), ao lado de participantes do fórum

Numa parceria entre o Hospital Israelita Albert Einstein e a Prefeitura do Município de São Paulo, o I Fórum Municipal no combate ao AVC, realizado no dia 29 de outubro, discutiu com profissionais da saúde o protocolo de atendimento ao paciente com AVC na rede municipal. A data também foi marcada por ações de educação sobre a doença em sete hospitais públicos.

Considerada a primeira causa de morte no Brasil e a terceira no mundo, o Acidente Vascular Cerebral (AVC) faz uma vítima a cada 15 segundos. Além disso, a doença também é a primeira no número de incapacidades na idade adulta, fazendo com que 70% dos pacientes fiquem impossibilitados de retornar ao trabalho. Para o diretor clínico do Hospital Israelita Albert Einstein e delegado superintendente da Delegacia Regional Sul do Cremesp, Milton Glezer, que participou da organização do evento, “até há poucos anos o indivíduo com AVC ficava sequelado. Hoje podemos diminuir o risco de sequelas em até três horas após o evento”, afirmou. Segundo ele, “o objetivo do Fórum foi criar um protocolo para treinamento da equipe de prontos-socorros, com foco no rápido atendimento ao paciente com AVC, evitando que os pacientes apresentem sequelas.

As ações de conscientização junto à população ocorreram em sete hospitais municipais com distribuição de folhetos explicativos sobre como o AVC atinge o cérebro, suas consequências, sintomas, sequelas e, principalmente, dicas de como prevenir o problema.

Cremesp participa de Encontro dos Conselhos de Medicina

O 2º Encontro Nacional dos Conselhos de Medicina (ENCM), promovido pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), entre os dias 21 e 23 de outubro, em Brasília, teve a função de debater pontos de interesse da categoria, como o trabalho médico e a repercussão do novo Código de Ética Médica, aprovado em setembro deste ano.

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, compareceu ao evento e falou sobre a importância do médico para a saúde pública no país. Ele também comemorou a aprovação, no Congresso, do Projeto de Lei que regulamenta a profissão. “O médico é o trabalhador nuclear da saúde pública. Ele é o profissional mais importante dentro do conjunto de profissionais da saúde. O médico constrói cotidianamente a qualidade da saúde pública brasileira, e o Ministério da Saúde busca junto às entidades médicas uma parceria no sentido do fortalecimento da qualificação no SUS”, afirmou o ministro.

Os temas do primeiro dia de reunião foram O novo Código de Ética e suas repercussões e Interdição cautelar x Doença incapacitante. Para o presidente do CFM, Roberto Luiz d’Avila, as mudanças éticas proporcionadas pelo novo Código foram o grande destaque do encontro. “A principal mudança é que o texto dá maior autonomia aos pacientes, por meio do consentimento livre e esclarecido. Outro destaque são os pertinentes aos cuidados paliativos na terminalidade da vida, que, agora, ficaram garantidos”, explica.

Trabalho médico foi um dos temas que nortearam o segundo dia do encontro. Segundo o primeiro-secretário do Cremesp, João Ladislau Rosa, estas discussões, que tratam da carreira do médico, são de extrema importância, já que sequer existe um plano de cargos e salários para estes profissionais”, declarou.

O presidente do Cremesp, Henrique Carlos Gonçalves, também participou do segundo dia de encontro como expositor na palestra Exame para recém-formados e defendeu a posição do Cremesp em aplicar o exame de egressos. “O que se vê na abertura indiscriminada de escolas médicas é uma movimentação da ordem de 2,4 bilhões (apenas em matrículas, rematrículas e anuidades), um envolvimento econômico-financeiro extremamente significativo, que demonstra a dificuldade dos gestores em se promover a moratória na abertura de escolas, bem como de intervir nesse sistema, que se propõe a formar quase 20 mil médicos por ano”, afirmou.

A última mesa de discussão, realizada no terceiro dia do evento, tratou do tema Atendimento Médico em Aeronaves e Navios com enfoque na realidade médica. Esta discussão, tratada de forma inédita entre os conselhos, trouxe a presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Aeroespacial, Vânia Elizabeth Melhado, que apresentou dados sobre os problemas mais frequentes registrados a bordo.

Segundo ela, 21% das ocorrências estão relacionadas a problemas vasovagais, 19% cardíacos e 13% neurológicos. “Surge sempre aquela pergunta: tem algum médico a bordo? É uma pergunta estressante ao médico, principalmente quando não está preparado para esse tipo de emergência”, lembrou Melhado.


Este conteúdo teve 83 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2020 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 432 usuários on-line - 83
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior