PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL (pág. 2)
Presidência de Luiz Alberto Bacheschi: continuidade e aprimoramento das ações já implementadas


VIDA DE MÉDICO (pág. 2)
Delegado da Regional Leste conta sua trajetória profissional


GERAL 1 (pág. 4)
Tomaram posse, neste mês, novos diretores do CBC, da SAESP e da Socesp


GERAL 2 (pág. 5)
Levantamento mostra predomínio crescente de mulheres médicas


GERAL 3 (pág. 6)
Comentários de Renato Azevedo e Antonio Pereira sobre as novas coberturas aprovadas pela ANS


ESPECIAL (pág, 7)
Novos diretores à frente da Casa durante os próximos 15 meses


ENTREVISTA (pág. 8)
Metas e opiniões do novo presidente do Cremesp, Luiz Alberto Bacheschi


2ª DIRETORIA (pág. 9)
Conselheiros que estão à frente do Cremesp até 2011


ÉTICA & JUSTIÇA (pág. 10)
A fiscalização da atividade dos diretores das operadoras


GERAL 4 (pág. 11)
Declaração de óbito & índices reais da mortalidade materna no Brasil


GERAL 5 (pág. 12)
Destaques: artigos dos Conselheiros do CFM e agenda da presidência


ALERTA ÉTICO (pág. 13)
Análises do Cremesp ajudam a prevenir falhas éticas causadas pela desinformação


ESPECIALIDADE (pág. 16)
Os 110 anos do hospital do Juqueri, parte importante da história da Psiquiatria no país


GALERIA DE FOTOS



Edição 267 - 01-02/2010

ALERTA ÉTICO (pág. 13)

Análises do Cremesp ajudam a prevenir falhas éticas causadas pela desinformação


“Pega mal” ao médico?



1) Médico do sexo masculino pode usar brinco enquanto está atendendo?

Não há nenhuma infringência à ética médica o uso de brincos por médico do sexo masculino. Brincos entre os homens eram comuns na Pérsia e na Grécia antiga, como pode ser observado nas ruínas de pinturas e estátuas da Antiguidade. Piratas também são frequentemente associados a eles. Os índios também adotavam (e adotam) o brinco como adorno. Ou seja, esses acessórios são utilizados em muitas partes do mundo, pelas mais variadas culturas. Em nossa realidade, embora mais populares entre as mulheres, têm-se tornado frequentes entre os homens.

Desta forma, ponderamos que usar brincos (ou qualquer outro adorno) corresponde a uma escolha individual e segue, em geral, as normas da ética e da moral vigentes em determinado local ou época.

Baseado no Parecer Consulta nº 135.506/07 do Cremesp


2) O médico é proibido de realizar prática religiosa em favor de seus pacientes, ainda que também preste o atendimento tradicional?
Tal prática consiste em orações de intercessão, nas quais o profissional estende as mãos sem tocá-los (gesto sacramental muito antigo e referido no Novo Testamento, por meio do qual os apóstolos de Jesus Cristo ministravam curas).  A resposta se baseia em parecer expedido pela Câmara Técnica Interdisciplinar de Bioética do Conselho:
Em tese, não haveria por que o Cremesp se manifestar em situação como esta, já que o Código de Ética Médica, que  trata do pleno exercício da profissão do médico, não traz em seu conteúdo referências sobre práticas religiosas durante a atenção a um paciente. O código vigente apenas determina, entre outros pontos, que o trabalho médico “não pode ser explorado com finalidade religiosa” (trecho do art. 10 do Código de 1988).
A despeito do diploma ético não fazer referência às possíveis práticas religiosas, vale ressaltar que o médico “deverá agir com o máximo de zelo e o melhor de sua capacidade profissional”, compreendendo-se tal “capacidade” como sendo expressão da profissão médica – e não, religiosa.

Baseado no Parecer Consulta nº 125.472/05 do Cremesp


3) Perito do INSS pode se negar a revelar seu nome e número de CRM a um periciado?
Não. A perícia médica é ato médico. Portanto, o periciado tem o direito de saber o nome e o número do CRM do perito. Até porque, é seu direito procurar o Conselho Regional de Medicina para denunciar atos profissionais que estejam em desacordo com o contido no Código de Ética Médica e Resoluções dos Conselhos Regional e Federal de Medicina.

Baseada no Parecer Consulta nº  127.869/07 do Cremesp


* Alerta Ético corresponde a resumos de questões publicadas na coluna FAQs, disponível no site do Centro de Bioética. Ambos se originam em pareceres e resoluções do Cremesp e CFM.


Este conteúdo teve 114 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2020 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 221 usuários on-line - 114
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior