PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL (pág. 2)
Luiz Alberto Bacheschi


ATIVIDADES 1 (pág. 3)
Renato Azevedo substitui Luiz Alberto Bacheschi, à frente da Casa desde janeiro de 2010


PLANOS DE SAÚDE 1 (pág. 4)
Síntese do movimento de 7 de abril


PLANOS DE SAÚDE 2 (pág. 5)
Passeata reuniu centenas de médicos na Praça da Sé


ATIVIDADES 2 (pág. 6)
Programa de Educação Médica Continuada do Cremesp


GERAL 1 (pág. 7)
Diretores e conselheiros do Cremesp marcam presença no evento em Goiânia


BALANÇO 1 (págs. 8 e 9)
Balanço da Segunda Diretoria - Gestão Cremesp 2008-2013


BALANÇO 2 (págs. 10 e 11)
Balanço da Segunda Diretoria - Gestão Cremesp 2008-2013


BALANÇO 3 (págs. 12 e 13)
Balanço da Segunda Diretoria - Gestão Cremesp 2008-2013


ALERTA ÉTICO (pág. 14)
Análises do Cremesp previnem falhas éticas causadas pela desinformação


COLUNA DO CFM (pág. 16)
Canal de comunicação dos representantes de São Paulo no CFM


GALERIA DE FOTOS



Edição 280 - 04/2011

BALANÇO 2 (págs. 10 e 11)

Balanço da Segunda Diretoria - Gestão Cremesp 2008-2013



Encontro na capital marca nova fase do PEMC


Programa discute saúde do idoso em Presidente Prudente

EVENTOS

Capital e Interior recebem eventos do Cremesp

Uma das fortes atuações da Diretoria de Comunicação foi a ampliação da Seção de Eventos do Cremesp, em função da crescente demanda por cursos de atualização profissional, dentro do Programa de Educação Médica Continuada, e também do aumento no número de eventos realizados – tanto na Capital como no Interior –, entre eles, encontros com médicos para discutir o novo Código de Ética Médica, simpósios de bioética, fóruns de debates sobre temas relevantes para os médicos, entre outros (veja mais detalhes abaixo).  Ao todo, foram 259 eventos, realizados na Capital e em cidades do Interior paulista, durante a gestão desta diretoria.

Parte integrante do programa de reciclagem profissional dos médicos, os cursos e eventos promovidos pelo Cremesp são inteiramente gratuitos. Para se inscrever e participar da programação, basta acessar o site www.cremesp.org.br, no link Eventos.

Programa de Educação Médica Continuada

O Programa de Educação Médica Continuada (PEMC) do Cremesp ganhou novo formato e novos coordenadores na gestão da segunda diretoria. Com 38 cursos que lotaram por inúmeras vezes o auditório da sede, da subsede na Vila Mariana e em encontros no Interior paulista, como de Presidente Prudente, realizado em 29 de abril, que discutiu a saúde do idoso, o programa – que é gratuito e aberto a todos os médicos discutiu diversos temas de interesse do profissional generalista, que busca aprofundar seus conhecimentos para a prática diária da medicina.

O debate sobre Medicina de Urgência marcou a volta do Programa de Educação Médica Continuada à Capital. Luiz Alberto Bacheschi, então presidente do Cremesp, participou da abertura do encontro – realizado no dia 25 de setembro, na sede do Cremesp – e apresentou uma palestra sobre Diagnóstico e Tratamento de Acidente Vascular Encefálico, abordando as questões práticas e os procedimentos em casos agudos. Sincope: diagnóstico e tratamento foi tema de palestra do conselheiro José Henrique Andrade Vila

Clube do Fígado
Houve um total de 13 encontros do Clube do Fígado durante a gestão da segunda diretoria, com discussões de casos de pacientes portadores de doenças hepáticas, como metástases sincrônicas de câncer colorretal, submetidos a ressecções hepáticas, equinococose hepática, transplante de fígado etc.

FISCALIZAÇÃO


Coletiva de Imprensa divulga resultados da fiscalização nos CAPS

Foram implementadas ações voltadas para o aumento da eficiência no trabalho e maior alcance de resultados no decorrer dos 15 meses de atuação. Com um mapeamento dos indicadores, do processo e da cadeia de valores, foi otimizado todo o fluxo de trabalho do Departamento de Fiscalização do Cremesp.

Considerando as diligências solicitadas e realizadas em função de levantamentos para acompanhamento de grupos de serviços, a equipe dos médicos fiscais do Conselho recebeu um total de 982 pedidos de diligências/relatórios nesse período de mandato, entre 1º de janeiro de 2010 e 16 de março de 2011.

Em relação às fiscalizações realizadas, a equipe dos médicos fiscais do Cremesp vistoriou 997 unidades de saúde, sendo que na maioria dos casos tratou-se de hospitais, seguidos de serviços básicos de saúde.

O levantamento das condições de funcionamento de grupos de serviços tem sido uma prática histórica desenvolvida pelo Departamento de Fiscalização. No ano de 2010, houve a finalização do estudo do Controle de Infecção Hospitalar, idealizado em trabalho conjunto com o Ministério Público do Estado de São Paulo, com a publicação do livro O Controle da Infecção Hospitalar no Estado de São Paulo. Também foi publicado o livro Avaliação dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) do Estado de São Paulo, referente à pesquisa realizada nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), realizada pelo DEF-Cremesp, por solicitação da Câmara Técnica de Saúde Mental do Cremesp.

Em 2011, até o mês de março, foi concluído o roteiro de vistoria para pesquisa em Centrais de Regulação Médica de Urgência e de Internações no Estado de São Paulo. Iniciou-se, também, a elaboração do roteiro de vistoria para estudo em Serviços de Saúde vinculados ao Ensino Médico. Realizou-se, ainda, uma análise sobre o novo modelo de roteiros para fiscalização em consultórios, a serem padronizados pelo Conselho Federal de Medicina, por meio de trabalho realizado em 41 estabelecimentos.

PESQUISAS CREMESP

Relação médico x indústria é avaliada pelo Conselho
Um foco de atenção importante durante todo o mandato desta diretoria foi avaliar o relacionamento entre médicos atuantes no Estado de São Paulo e a indústria de medicamentos, órteses, próteses e equipamentos médico-hospitalares. Nesse sentido, além de plenárias para aprofundar a discussão, coordenou uma pesquisa inédita – realizada pelo Instituto Datafolha entre o final de 2009 e início de 2010 –, que revelou diferentes visões sobre os valores éticos que envolvem a relação entre esses médicos e as empresas. Na opinião de 73% dos profissionais, os congressos não seriam realizados sem a presença da indústria, apontada também como divulgadora de informações atualizadas, cursos, eventos, sites e publicações. Por outro lado, um terço dos médicos entrevistados acredita que o relacionamento com a indústria está totalmente fora de controle e considera insuficiente a atual regulação ética.

Cresce a concentração de médicos no Estado
Pesquisa divulgada pelo Cremesp, em março de 2010, mostrou que a concentração de médicos no Estado de São Paulo – relação entre profissionais em atividade e o número de habitantes – cresceu 33% na última década.

Levantamento aponta queda em número de falsos médicos
Ações desenvolvidas ao longo desta gestão, tais como recadastramento dos médicos, nova carteira de identidade e orientação aos empregadores, podem ter contribuído para a diminuição do número de falsos médicos, embora a situação ainda seja preocupante.
Os casos de falsos médicos e de denúncias que envolvem o exercício ilegal da profissão tiveram queda nos últimos anos. Em 2010, o Cremesp registrou 20 casos, menos que em 2009 (27), 2008 (48) e 2007 (70). Em 2006 foram 30 denúncias e, em 2005, 19.


ENSINO MÉDICO


Egressos de Medicina se reúnem para realizar o Exame do Cremesp

Ações contra abertura de escolas médicas
Em editorial publicado no mês de abril de 2010, o presidente Bacheschi, afirmou: “É alvissareira a notícia de que o Ministério da Educação determinou, no último dia 7 de abril, o encerramento da oferta, suspensão da entrada de novos alunos e redução de vagas em vários cursos de Medicina mal avaliados e que estavam sob processo de supervisão”.

A medida da Secretaria de Educação Superior (Sesu) do MEC representou uma vitória para o Conselho, já que, como afirmou o presidente, “as atividades de fiscalização desta diretoria sempre estiveram voltadas para diagnosticar e solucionar problemas que afetam a saúde pública”.

Outro posicionamento importante no que se refere à fiscalização do ensino médico, praticada durante a atual gestão, foi protocolar um ofício junto ao MEC, solicitando que não seja homologada a abertura do curso de Medicina da Universidade de Franca, no interior do Estado de São Paulo, autorizado pelo Conselho Nacional de Educação (CNE). A medida contraria avaliação do próprio MEC, cujos relatórios oficiais apontaram a ausência de necessidade social e o excesso de escolas médicas em São Paulo. A decisão foi tomada em plenária dos conselheiros, realizada no dia 8 de fevereiro e contou com a adesão da Associação Paulista de Medicina e do Sindicato dos Médicos de São Paulo, que também divulgaram nota de apoio.

Exame do Cremesp
Em sessão plenária, realizada em 14 de dezembro de 2010, o Cremesp deliberou sobre a defesa da necessidade de um exame obrigatório ao final do curso de Medicina, realizado por instituição externa às escolas médicas. O entendimento é que o exame terminal obrigatório não exclui a proposta, a ser encaminhada ao MEC pelas entidades médicas, de exame de progresso ou sequencial ao longo do curso de Medicina (2º, 4º e 6º anos). O Cremesp solicita ainda representação na Comissão Nacional das entidades médicas que discute, junto ao MEC, a avaliação da graduação em Medicina.

Resultados da 6ª edição do Exame do Cremesp – que avalia o desempenho dos estudantes do sexto ano de Medicina ou recém-formados das escolas paulistas – apontaram falhas no ensino médico: 43% dos 533 participantes foram eliminados na primeira fase da prova objetiva e eliminatória. Já 68% dos 264 participantes da segunda fase não atingiram a nota mínima estabelecida pelo Cremesp.


MISSÃO, VISÃO E VALORES DO CREMESP


Conselheiros, diretores e gerentes: alinhamento de ações estratégicas

Em março de 2010, o Cremesp iniciou um redesenho de seus processos de gestão. O trabalho de planejamento teve o propósito de identificar problemas ou gargalos da instituição e, assim, buscar soluções para a melhoria de desempenhos. Desde o início, o projeto estimulou as chefias, em reuniões gerenciais semanais, a se afastarem de uma visão estritamente departamental, passando a compreender o Cremesp como um conjunto de processos multifuncionais e interdependentes.

Dois encontros ampliados, em junho e em agosto de 2010, definiram a missão, a visão e os valores do Cremesp (veja a seguir), analisaram os ambientes externo e interno e propuseram diretrizes, iniciativas e planos de ação.

Missão
Atuar com excelência, em benefício da sociedade, na supervisão da ética profissional médica, por meio de ações regulamentadoras, educacionais, fiscalizadoras, judicantes, cartoriais e políticas.

Visão
Ser referência para a promoção e garantia do exercício ético da medicina, da valorização e dignidade profissional do médico e para as questões éticas e bioéticas em saúde, tendo por princípio a melhoria das condições de vida e saúde da sociedade.

Valores
Ética, justiça, autonomia, humanismo, transparência e interesse público.


Este conteúdo teve 85 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2020 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 141 usuários on-line - 85
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior