PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL (pág. 2)
Bráulio Luna Filho, presidente do Cremesp


ENTREVISTA (pág. 3)
Álvaro Nagib Atallah


INSTITUIÇÕES DE SAÚDE (pág. 4)
Hospital Estadual Pérola Byington


FORMAÇÃO MÉDICA (pág. 5)
Medicina para o paciente


EXAME DO CREMESP (pág. 6)
11ª Edição


ENSINO MÉDICO (Pág. 7 a 9)
Escolas de Medicina


EPIDEMIA (pág. 10)
Aedes aegypti


AGENDA DA PRESIDÊNCIA (pág. 11)
Parceria Cremesp


EU, MÉDICO (pág. 12)
Paulo Sérgio Brasil Júnior


VIOLÊNCIA (pág. 13)
Campanha conjunta


CONVOCAÇÕES (pág. 14)
Informações úteis ao profissional de Medicina


BIOÉTICA (pág. 15)
Ernesto Lippman*


GALERIA DE FOTOS



Edição 328 - 08/2015

EXAME DO CREMESP (pág. 6)

11ª Edição


Prova será aplicada no dia 18 de outubro
em 10 cidades

Inscrições para o exame deste ano devem ser realizadas
até o dia 25 de setembro, exclusivamente pela internet


Prova consiste de teste cognitivo, abrangendo
áreas essenciais da Medicina

 

A 11ª edição do Exame do Cremesp de 2015 será realizada no dia 18 de outubro, nos municípios de Botucatu, Campinas, Marília, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São Carlos, São José do Rio Preto, São Paulo e Taubaté. As inscrições, previstas até o dia 25 de setembro, serão feitas exclusivamente pela internet, no portal da Fundação Carlos Chagas (www.fcc. org.br). Podem se inscrever todos os formandos do 6º ano ou do 12º período de Medicina que estejam cursando faculdades reconhecidas pelo MEC, bem como recém-formados, inclusive de outros Estados.

No ano passado, 3.328 egressos de Medicina em todo o País realizaram a prova, representando um aumento significativo no número de participantes. Os índices de reprovação se mantiveram em níveis alarmantes, chegando a 55% entre os recém-formados por escolas públicas e alcançando 65% entre as escolas privadas.

Para o presidente do Cremesp, Bráulio Luna Filho, o percentual é preocupante, e os participantes que não passam no exame “são recém-formados que não sabem, por exemplo, abordar um indivíduo com infarto do miocárdio ou que desconhecem procedimentos básicos para atender uma criança com febre”. Em função desse despreparo dos profissionais recém-saídos das faculdades e do aumento das denúncias de erro médico, há mais de dez anos o Conselho defende enfaticamente a adoção de um teste de conhecimentos para que os egressos possam exercer a Medicina.
 

Prova objetiva

O Exame do Cremesp, realizado anualmente, consiste em teste cognitivo, abrangendo as áreas essenciais da Medicina, com ênfase nos conteúdos básicos imprescindíveis ao bom exercício profissional.

A prova objetiva de 2015 reunirá 120 questões de múltipla escolha que abordarão Clínica Médica, Clínica Cirúrgica, Pediatria, Ginecologia e Obstetrícia, Saúde Pública, Saúde Mental, Bioética e Ciências Básicas (Fisiologia, Bioquímica, Microbiologia e Parasitologia, Biofísica e Biologia Molecular). Não obtendo a nota mínima instituída pelo Cremesp, o recém-formado poderá realizá-la novamente nos anos subsequentes. Os resultados individuais são confidenciais, revelados única e exclusivamente aos participantes.

As regras para a realização do Exame foram criadas por uma Comissão Interna do Cremesp, em conjunto com a Fundação Carlos Chagas, responsável pela elaboração e aplicação das provas.
 


Avaliação do recém-formado tem apoio de 94% da população

Cresce adesão ao Exame do Cremesp como critério para o ingresso no mercado de trabalho e na Residência Médica


Para 94% da população brasileira, médicos e engenheiros deveriam passar por uma prova de conhecimentos para ter o direito de exercer a profissão, assim como acontece com os advogados atualmente. É o que revela recente pesquisa da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), realizada pelo Instituto Datafolha. O estudo ouviu 2.125 pessoas, em 135 municípios de todas as regiões do País, e reacendeu o debate sobre a necessidade de um exame que avalie a qualidade de ensino das escolas de Medicina.

Acompanhando essa tendência de grande acei­tação de uma prova para avaliar a formação médica, também tem sido crescente a adesão ao Exame do Cremesp como instrumento balizador para o ingresso no mercado de trabalho e em programas de Residência Médica, por parte de qualificadas instituições de ensino e saúde.

“O exame passou a ser considerado importante fator para o jovem médico ingressar no mercado de trabalho e nos melhores programas de Residência”, afirma o presidente do Cremesp, Bráulio Luna Filho. Ele também revela que, a partir de 2016, “as Unimeds do Estado de São Paulo – maior empregadora do médico no Estado – irão exigir dos novos cooperados que tenham realizado a prova do Conselho para serem aceitos”.
 

Adesões ao exame

Entre as diversas instituições de ensino e de saúde do Estado de São Paulo que já reconhecem a importância da avaliação aplicada anualmente pelo Cremesp para o acompanhamento da qualidade dos cursos de Medicina, está a Faculdade de Medicina da Santa Casa de São Paulo, que também irá adotar o Exame como critério de seleção de candidatos ao programa de Residência Médica.

O Complexo Hospital das Clínicas-Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP) de Ribeirão Preto também entrou no grupo de instituições que irão utilizar o Exame do Cremesp como critério de pontuação para a Residência Médica. Por sua vez, a Unimed de Ribeirão Preto se comprometeu a valorizar o Exame do Cremesp entre os critérios para seleção de novos cooperados.

Além dessas instituições de ensino e saúde, a Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo, o Hospital do Servidor Público do Estado de São Paulo e as faculdades de Medicina da USP, Unifesp, do ABC e a PUC de Campinas também sinalizaram o interesse em incluir o Exame Cremesp entre os critérios de Residência. Hospitais de notória excelência em São Paulo, como Albert Einstein e Sírio-Libanês, e a Unimed Campinas são outras instituições que devem considerar o desempenho no exame para contratação e credenciamento de médicos para o seu quadro de funcionários.


Este conteúdo teve 85 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2020 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 532 usuários on-line - 85
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior