PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL (Pág.2)
Bráulio Luna Filho


ENTREVISTA (Pág. 3)
William Saad Hossne


ALERTA TERAPÊUTICO (Pág. 4)
Krikor Boyaciyan*


INSTITUIÇÕES DE SAÚDE (Pág.5)
Psiquiatria


CONDIÇÕES DE TRABALHO (Pág. 6)
Violência


NOVA SEDE (Pág. 7)
Alteração de endereço


ENSINO MÉDICO 1 (Pág. 8)
Cremesp Educação


ENSINO MÉDICO 2 (Pág. 9)
NBME


EVENTOS (Pág.10)
Atualização


AGENDA DA PRESIDÊNCIA (Pág.11)
Atividades do Conselho


EU MÉDICO (Pág. 12)
Antranik Manissadjian


SAÚDE SUPLEMENTAR (Pág. 13)
Planos de saúde


EDITAIS (Pág. 14)
Convocações


SAÚDE PÚBLICA (Pág. 15)
Zika vírus


GALERIA DE FOTOS



Edição 334 - 03/2016

ENSINO MÉDICO 2 (Pág. 9)

NBME


Cremesp discute parceria com
National Board of Medical Examineer 


Ayer, Sousa e Luna: colaboração internacional
 

Uma eventual cooperação entre ao National Board of Medical Examineer (NBME) e o Cremesp poderá permitir a avaliação da progressão do ensino médico em São Paulo e o cruzamento de dados com o Exame do Cremesp, que há 11 anos avalia o aluno ao final do curso de Medicina no Estado de SP.

Criado em 1915, o NBME é uma instituição independente que, junto ao United States Medical Licensing Examination (USMLE) e a Federation of State Medical Boards (FSMB), avalia o conhecimento médico em etapas, às quais os estudantes de Medicina dos Estados Unidos e Canadá e os profissionais devem passar para poder exercer a profissão nos EUA (veja box).   

Em recente visita ao Brasil para o Simpósio Internacional sobre Avaliação de Desempenho dos Egressos de Medicina, o médico português Nuno Sousa, que é membro do Comitê Executivo do NBME, conheceu em detalhes o Exame do Cremesp. Ele também teve uma reunião com os coordenadores da prova, o presidente do Conselho, Bráulio Luna Filho, e o conselheiro Reinaldo Ayer de Oliveira.  Para Sousa, que também é professor titular e pesquisador da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade do Minho em Portugal, o Exame do Cremesp e o NBME têm muito em comum, principalmente em relação à análise dos resultados. O professor destacou ainda que “ambas as provas têm como meta a melhoria da assistência à saúde, o que tem um enorme valor social”.

“O trabalho efetuado pelo Cremesp na dimensão da avaliação tem sido notável. A confiança que foi alcançada está bem espelhada pelo número de candidatos que, no último ano, fizeram a prova, mesmo sem que esta fosse obrigatória”, opina Sousa.


Parâmetros

O professor acredita que é possível estabelecer parâmetros entre o National Board of Medical Examineer e o Exame do Cremesp, uma vez que ambas as instituições estão empenhadas em um objetivo principal: melhorar os cuidados de saúde por meio da avaliação.

Na reunião com os coordenadores do Exame do Cremesp, o professor acenou com a possibilidade de levar uma  proposição  de parceria ao Comitê Executivo do NBME, caso os responsáveis pela prova brasileira elaborassem uma proposta. Ele se prontificou a trabalhar em conjunto com o Cremesp para estabelecer uma colaboração benéfica para todos que partilham esses valores em comum. “Espero, muito brevemente, poder ser mais concreto quanto a datas. Mas o que é seguro, neste momento, é que iremos trabalhar para a construção dessa colaboração”, assegurou.

 


Como é feita a avaliação do Board nos Estados Unidos

O United States Medical Licensing Examination, mais conhecido pela sigla USMLE, é um exame para o exercício da Medicina introduzido em 1992, nos Estados Unidos. Trata-se de uma avaliação em várias etapas, desenvolvida pela Federation of State Medical Boards(FSMB) e pela National Board of Medical Examineer (NBME), e deve ser realizada por estudantes de Medicina ou médicos para a obtenção da licença profissional.  

  • Step 1 - Avalia se o estudante de Medicina ou médico tem capacidade de compreender e aplicar conceitos importantes das ciências básicas na prática médica.
     
  • Step 2 - Mede se o estudante de Medicina ou o médico tem conhecimentos, habilidades e compreensão da ciência clínica essencial para a assistência ao paciente, sob supervisão. O Step 2 é subdividido em dois exames:
     
  • Step 2 CK (Clinical Knowledge) - Exame de múltipla escolha que avalia o conhecimento clínico tradicional, constituído de oito blocos sobre Clínica Médica, Cirurgia, Pediatria, Psiquiatria, Ginecologia e Obstetrícia;
     
  • Step 2 CS  (Clinical Skill) - Exame prático de habilidades clínicas simuladas com pacientes,  no qual o examinando interage com pacientes padronizados retratados por atores.
     
  • Step 3 – Avalia se o médico consegue aplicar o conhecimento e a compreensão da ciência médica e clínica essencial na prática. Os formados em escolas médicas dos Estados Unidos normalmente realizam esse exame ao final do primeiro ano de Residência. São aplicados testes de múltipla escolha divididos em blocos e os participantes devem concluir cada um no tempo determinado.

 


Exame do Cremesp

Escolas recebem avaliação do desempenho de seus alunos

 

A Câmara Temática de Avaliação dos Estudantes e Egressos do Curso de Medicina reuniu representantes de faculdades de Medicina do Estado de São Paulo, no dia 4 de março, para a entrega dos Relatórios Circunstanciados do Desempenho dos Alunos nas Nove Áreas de Conhecimento Médico. Os resultados referem-se ao Exame do Cremesp, aplicado aos graduandos em 2015.

Bráulio Luna Filho, presidente e coordenador do Exame do Cremesp, observou que, no Exame de 2015, houve o menor índice de reprovação, se comparado com as provas aplicadas em anos anteriores. Para ele, “os dados mostram que é possível avançar no processo de melhoria da formação acadêmica e na construção de cursos de Medicina de qualidade. Estamos caminhando na preparação de uma lei no Congresso, em ato conjunto com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que estabeleça a implantação do exame final nos cursos de Medicina em todo o País”.

Para o conselheiro e também coordenador do Exame do Cremesp, Reinaldo Ayer, os 10 anos da aplicação da prova permitem afirmar que “nossa metodologia está bem próxima daquela utilizada em universidades estrangeiras de renome e nossos dados se encaixam perfeitamente em uma categoria elevada de significância. Sua excelência justifica a transformação do Exame em lei”.

 

 


Este conteúdo teve 339 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2020 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 292 usuários on-line - 339
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior