PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL (Pág.2)
Mauro Gomes Aranha de Lima


ENTREVISTA (Pág. 3)
Jorge Kalil


INSTITUIÇÕES DE SAÚDE (pág.4)
Saúde da mulher


FORMAÇÃO MÉDICA (Pág. 5)
Cremesp Educação


SAÚDE PÚBLICA (Pág. 6)
Fosfoetanolamina


SAÚDE PÚBLICA 2 (Pág. 7)
Influenza


H1N1 - (Pág. 8)
Oseltamivir


DSTs - (Pág. 9)
DSTs


JOVENS MÉDICOS (Pág. 10)
Ameresp


EU MÉDICO (Pág. 11)
Horas da Vida


AGENDA DA PRESIDÊNCIA (Pág.12)
Bráulio Luna e Mauro Aranha


GESTÃO (Pág.13)
Rodízio de diretores


EDITAIS (Pág. 14)
Convocações


BIOÉTICA - (Pág. 15)
Aborto: limites e proibições


GALERIA DE FOTOS



Edição 335 - 04/2016

FORMAÇÃO MÉDICA (Pág. 5)

Cremesp Educação


Cremesp e Einstein lançam curso online
de revisão em Medicina


Lottemberg e Luna Filho: parceeria pela
boa formação médica

 

O Cremesp e o Hospital Albert Einstein lançaram, no dia 30 de março, o Curso de Revisão em Medicina, disponível no novo site Cremesp Educação (www.cremesp educacao.org.br), voltado para atualização e aprimoramento na Medicina. O treinamento a distância será gratuito aos médicos que não atingiram 60% de acerto no Exame do Cremesp, como uma forma de auxiliá-los na melhoria de sua formação profissional. O curso beneficiará 1.357 médicos que não obtiveram desempenho satisfatório no Exame do Cremesp de 2015 e, também 112 profissionais que tiveram o mesmo tipo de resultado no Exame do Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero). No primeiro dia de inscrição, 11 médicos de São Paulo se cadastraram para as aulas e até o fechamento desta edição, 100 participantes se inscreveram.

Claudio Lottemberg, pre­sidente do Einstein, destacou a importância da parceria com o Cremesp, saudando Bráulio Luna Filho, ex-presidente e atual diretor 1º secretário do Conselho, que o procurou para desenvolver o projeto. “O curso tem alto nível de qualificação e modernidade, proporcionando aos médicos, que não tiveram uma formação adequada, a oportunidade de reciclar seus conhecimentos. O Cremesp não irá julgá-los ou puni-los, mas auxiliá-los em sua trajetória profissional”, afirmou Luna Filho. Também estiveram presentes ao evento Nelson Wolosker, vice-presidente, e Felipe Spinelli, diretor de Ensino, entre outros membros da diretoria do hospital.


Conteúdo

O curso abrange áreas básicas e conta com conteúdo selecionado, com metodologia autoinstrucional e pré-teste, para que o participante possa identificar seu nível de desempenho e sua capacidade de correlação dos diversos sinais e sintomas com os diagnósticos e tratamentos. Todo o material é reforçado com áudio, vídeo, literatura, discussão de casos clínicos e interatividade.


Curso objetiva revisar principais temas de áreas básicas da Medicina

 

Todos os médicos podem realizar o treinamento, mas apenas os que não passaram no Exame do Cremesp 2015 receberão a gratuidade por meio de um cupom exclusivo, enviado a eles por email (em caso de não recebimento, entrar em contato com o Cremesp pelo email asc@cremesp.org.br ou pelo telefone 3017-9352).

 


Avaliação seriada
MEC fará exame nacional para alunos de Medicina

 

O Ministério da Educação (MEC) anunciou a realização do primeiro exame nacional dos alunos de Medicina no Brasil para o monitoramento progressivo da qualidade do ensino. A Avaliação Nacional Seriada dos Estudantes de Medicina (Anasem) será obri­gatória e realizada a cada dois anos, com graduandos do segundo, quarto e sexto anos.  A ideia é que o exame ocorra semestralmente. Alunos que ingressaram em escola de Medicina em 2015 serão os primeiros a ter de fazer o exame.

No segundo e quarto anos, as notas das provas serão apenas acompanhadas e servirão para o aluno verificar o seu desempenho. Já a última prova será eliminatória: quem tiver resultado abaixo da nota de corte, terá de refazer a prova, uma vez que o MEC considera que esse é um teste para ava­liar “condições mínimas e essenciais para se formar”. A aprovação será exigida, também, como critério para que o aluno possa ingressar na Residência Médica.

 

Prova

Uma equipe de especialistas definirá a nota de corte e o conteúdo da prova, que será feito nos mesmos moldes do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeiras (Revalida), obrigatório para quem cursou Medicina fora do Brasil e deseja atuar como médico no País.

 


Nota de apoio à iniciativa do MEC de avaliação seriada para estudantes de Medicina

O Exame do Cremesp se consolidou nos últimos anos como abalizador do ensino médico no Estado de São Paulo. Em sua 11ª edição no ano passado, conquistou a confiança de instituições públicas e privadas, que passaram a considerá-lo para a contratação de profissionais pelo mercado de trabalho e na seleção dos programas de Residência Médica. Esse é o resultado de uma longa trajetória de luta pela qualidade do ensino médico no País e, consequentemente, por uma melhor assistência em Saúde.

Por isso, apoiamos a iniciativa do MEC na criação do sistema de Avaliação Nacional Seriada dos Estudantes de Medicina (ANASEM), por meio da Portaria nº 168/16, no sentido de adotar uma prova obrigatória para alunos dos cursos de Medicina, com testes de formato pedagógico, aplicados a alunos do 2º e 4º anos. No 6º ano, a avaliação de conhecimentos terá caráter de aprovação, ou seja, apenas aqueles que atingirem a nota de corte poderão se graduar. Com isso, evitaremos que profissionais sem as mínimas condições de exercer a Medicina assumam postos no mercado de trabalho.  A determinação do MEC, que passará a valer para alunos que ingressaram em 2015 em cursos de Medicina interromperá um longo ciclo de aprovação quase automática, perniciosa ao compromisso das escolas médicas para com seus alunos e dos egressos para com seus futuros pacientes e, ainda, estabelece um processo de avaliação para aferir a qualidade dos cursos de medicina.

Sabemos que a maioria dos médicos recém-formados irá atuar, em seus primeiros anos de carreira, nos prontos-atendimentos e emergências onde o erro ou a hesitação pode ser fatal para os pacientes. A deficiência na formação do médico tem sido uma situação adicional perigosa para o já combalido sistema de saúde brasileiro. A medida do MEC vem ao encontro dos princípios pelos quais o Cremesp tem se pautado ao protagonizar essa causa no País há mais de uma década. Com o ANASEM, nosso ideário em defesa da boa prática médica foi endossado e pode ser aprimorado em nível nacional em benefício da população, sem detrimento à luta contra a abertura indiscriminada de escolas médicas.

O Cremesp se propõe a participar e aguarda a necessária regulamentação desta Portaria.

 

São Paulo, 11 de abril de 2015
Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo

 

 


Este conteúdo teve 78 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2020 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 507 usuários on-line - 78
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior