PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL (Pág.2)
Mauro Gomes Aranha de Lima - Presidente do Cremesp


ENTREVISTA (Pág. 3)
Paulo Hoff


PROFISSIONAIS DA SAÚDE (Pág. 4)
Campanha conjunta


INSTITUIÇÕES DE SAÚDE (pág.5)
Reabilitação


SAÚDE PÚBLICA I (Pág. 6)
Sífilis congênita


SAÚDE PÚBLICA II (Pág. 7)
Imunização


JUDICIALIZAÇÃO (Pág. 8 e 9)
Decisão jurídica


LITERATURA (Pág. 10)
Novas publicações


AGENDA DA PRESIDÊNCIA (Pág.11)
Eventos com a presença do Cremesp


EU MÉDICO (Pág. 12)
Gabriel Liguori


PARCERIAS (Pág. 13)
Exame do Cremesp


EDITAIS (Pág. 14)
Convocações


BIOÉTICA (pág. 15)
Bolsas para residentes


GALERIA DE FOTOS



Edição 336 - 05/2016

BIOÉTICA (pág. 15)

Bolsas para residentes


Novo programa do Cremesp concede
bolsas a médicos residentes

 

Inscrições já estão abertas até 31 de agosto e
dão oportunidade aos jovens médicos de aprofundar
seus estudos de Ética e Bioética


Inscrições para as bolsas irão até 31 de agosto

 

Médicos residentes terão a oportunidade de aprofundar seus estudos em Ética e Bioética, por conta de bolsas de pesquisa na área, oferecidas pelo Cremesp. As inscrições para o novo programa já estão abertas e irão até 31 de agosto. Os selecionados iniciarão suas tarefas a partir do início do ano que vem.

A iniciativa apoia-se em um dos objetivos do Cremesp de contribuir com a melhoria do ensino de Medicina no Estado. Trata-se de “uma forma de estimular a pesquisa desde o início da prática médica. É algo importante aos jovens médicos, que lidarão com pacientes cada vez mais conscientes de seus direitos”, avalia Bráulio Luna Filho, diretor 1º secretário do Conselho, idealizador e um dos coordenadores do programa.

Para Reinaldo Ayer de Oliveira, também coordenador do programa e do Centro de Bioética do Cremesp, “em sua rotina profissional, o residente vive os conflitos da prática médica, e o Conselho decidiu investigar quais deles poderiam gerar projetos de pesquisa”.  As respostas, afirma, começam com a avaliação dos projetos inscritos e continua com a divulgação dos resultados. 

 

Profissional humano, mas crítico

Uma das conclusões delineadas pelo artigo Ética e Bioética: O que os Alunos do Sexto Ano Médico têm a dizer?, publicado em 2014 pela Revista Brasileira de Educação Médica (RBEM), é que “a formação ética e bioética é fundamental para a humanização do atendimento, preconizada pela política de saúde no Brasil, e para o desenvolvimento de um profissional crítico”.

Em texto publicado pela Revista Bioética em 2010, Roberto d’Avila, ex-presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), percorre a mesma direção. “Em todas as fases de formação profissional, o ensino da Bioética pode contribuir para o aperfeiçoamento dos aspectos humanísticos” do médico.

A Resolução Cremesp n° 284/2016 – que disciplina a concessão de bolsas de pesquisa para residentes médicos – esclarece quanto o Cremesp se alinha a esses pontos de vista, ao conceder as bolsas. A medida especifica que uma das finalidades do Centro de Bioética é “acompanhar, desenvolver estudos e reflexões sobre as implicações éticas, jurídicas e sociais da Medicina e da Ciência”.

 

Inspiração

 “O novo programa foi inspirado em uma experiência exitosa com estudantes de Medicina, que já acontece há vários anos no Cremesp”, admite Luna Filho, referindo-se à bolsa vigente desde 2001, também sob a coordenação de Ayer.

Ao longo dos anos, verificou-se crescente melhoria no nível dos projetos apresentados por alunos do 2° ao 5° anos de Medicina. Tanto que, há dois anos, os resultados dos três melhores trabalhos são apresentados à plenária do Conselho.

Segundo Ayer, ao criar ambos os programas, o Cremesp manifesta de forma clara sua intenção em proporcionar uma motivação – inclusive, econômica – de pesquisar e apresentar resultados sobre os possíveis conflitos éticos na formação e, depois, na prática médica.

 


Como participar


Serão concedidas 20 bolsas, com duração de 12 a 18 meses, a médicos que estejam cursando Residência em instituição no Estado de São Paulo, com programa credenciado na Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM), por meio de processo seletivo. O residente deve contar com a orientação de preceptor em pleno exercício profissional – com exceção de delegados e conselheiros da Cremesp.

Em sua primeira edição, o valor mensal da bolsa é de R$ 1.701,90, fixado segundo tabela pa­ra iniciação científica da Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). As propostas devem ser apre­sentadas em formulários específicos, disponíveis para download­ no site do Cremesp (www.cremesp. org.br) e do Centro de Bioética (www.bioetica. org.br), acompanhadas dos documentos pertinentes.

Os projetos serão avaliados pelo Conselho (e, eventualmente, por pesquisadores em Ética Médica, na qualidade de assessores ad hoc), de acordo com a originalidade; integração e definição dos objetivos; relevância para o desenvolvimento da ciência na área de ética médica e bioética; adequação da metodologia proposta, da infraestrutura da instituição de saúde para o desenvolvimento do projeto, e com a resolução CNS nº 466/2012; e viabilidade de execução.

 


Período variável das bolsas


Os critérios do programa estabelecem que o período da bolsa – de 12 a 19 anos – “será definido caso a caso”, considerando, entre outros pontos, o ano de Residência em que o médico se encontra, já que sua dedicação ao projeto deve ocorrer no curso desta modalidade de pós-graduação.

Assim, os alunos que optam por especialidades cuja Residência é mais longa têm mais possibilidade de despender 18 meses ao seu projeto. Lembrando: no País, o tempo de Residência de “acesso direto” varia entre dois (Me­dicina Legal, Clínica Médica, entre outras) e cinco anos (Neurocirurgia), enquanto as que exigem Residência anterior chegam até a seis anos (como cirurgia cardiovascular).

O grau de dificuldade para a concretização do trabalho, conforme avaliação do Cremesp, também pode interferir na duração da bolsa.

 

 


Este conteúdo teve 528 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 7h às 21h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2020 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 355 usuários on-line - 528
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior