PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

PÁGINA 3
Editorial


PÁGINA 4 E 5
Ensino Médico


PÁGINA 6
Remuneração médica


PÁGINA 7
Entrevista Ederli Grimaldi de Carvalho


PÁGINA 8 e 9
Ressonância


PÁGINA 10
Agenda da presidência


PÁGINA 11
Instituição de Saúde/Hospital das Clínicas da Unicamp


PÁGINA 12
Eu, médico


PÁGINA 13
Especialidades


PÁGINA 14
Convocações


PÁGINA 15
Bioética


PÁGINA 16
São Paulo


GALERIA DE FOTOS



Edição 357 - 04/2018

PÁGINA 12

Eu, médico


A Medicina como caminho inevitável

Com mais de 50 anos de carreira, Roberto Bernd ajudou a fundar o serviço de Reumatologia do Iamspe

Para o reumatologista Roberto Bernd, que desde a infância conviveu com diversos
médicos na família, a Medicina foi um caminho quase obrigatório. “Nunca pensei em
outra profissão”, diz. Nascido em Porto Alegre e formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS), decidiu sair da cidade natal para aproveitar as oportunidades de São Paulo, então maior centro de aperfeiçoamento médico do País. Hoje tem mais de 50 anos de carreira no Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual de São Paulo (Iamspe).

Bernd veio para a capital paulista, em 1967, com a ideia inicial de especializar-se em Imunologia e Alergia, mas viu na Reumatologia uma possibilidade interessante – mais uma vez, orientado pelo histórico familiar. “Tenho alguns problemas articulares,
assim como meus familiares”, revela Bernd.

Quando o recém-formado começou a trabalhar no Iamspe – inaugurado havia apenas seis anos – não imaginava que firmaria uma carreira tão sólida no hospital. Naquela época, o Iamspe estava sendo estruturado e o médico ajudou a criar o serviço de Reumatologia do complexo. “Nunca trabalhei em outro lugar”, orgulha-se o reumatologista, que se tornou preceptor de Residência Médica na instituição.

Segundo Bernd, em todos esses anos, a atuação em Medicina com pouca infraestrutura foi um desafio constante no Iamspe. “É difícil trabalhar em um lugar em que as tecnologias e medicações disponíveis em vários países não chegam”, lamenta. Para ele, é importante abordar essas adversidades da atuação em Medicina no Iamspe. “Faço isso, justamente, porque é a minha casa, de onde nunca saí”, completa.


App para médicos

Aplicativo indica o correto preenchimento da Declaração de Óbito

O Ministério da Saúde disponibilizou um aplicativo para tablets e smart phones, chamado AtestaDO, a fim de fornecer orientações e apoio aos médicos para o preenchimento correto da Declaração de Óbito (DO). A plataforma conta com um menu inicial estruturado nos seguintes grupos: Como atestar as causas da morte?; Conceitos importantes; Práticas com exercícios; Outras informações para o médico;
e Referências legais, normativas e bibliográficas. O app também dispõe de tutorial para execução do documento.

 

Para baixar o aplicativo, gratuitamente, basta acessar a Apple Store ou Play Store. O app tem a opção de ser utilizado em modo off-line, ou seja, sem uso de rede de
dados. De acordo com a assessoria do MS, o AtestaDO já registrou mais de 11 mil downloads , número que deve aumentar em função da recente parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM), para sua melhor divulgação.


Este conteúdo teve 101 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2020 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 480 usuários on-line - 101
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior