PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL
Editorial: não ao aumento da imposto ao médico, na condição de pessoa jurídica


ENTREVISTA
Wilma Madeira mostra a relação médico-paciente quando a internet entra em campo


ATIVIDADES DO CREMESP 1
Custos em assistência médica. Veja o que diz a respeito o conselheiro Antonio Pereira Filho


ATIVIDADES DO CREMESP 2
Conflitos na Saúde: encontro avaliou crises nas Santas Casas de Franca e Ubatuba


ATIVIDADES DO CREMESP 3
EMC - Módulo VIII chega à cidade de Santa Fé do Sul com temas como HA, IM, diabetes e neoplasias


ATIVIDADES DO CREMESP 4
Recadastramento: prazo se estende até 30 de abril. Impreterivemente.


ENSINO MÉDICO 1
Problemas sobre a educação profissional foram destaque especial do Fórum sobre a formação médica


ENSINO MÉDICO 2
Acreditação das Faculdades e Residência Médica foram alguns dos temas do Fórum sobre Formação Médica


ATUALIZAÇÃO
HPV: as novas vacinas segundo três especialistas


GERAL 1
Médicos psiquiatras se reúnem no HSPE para discutir a reforma da Saúde Mental no país


GERAL 2
Novos cursos de Medicina agora na mira do Conselho Nacional de Saúde (CNS)


ACONTECEU
Acompanhe a participação da presidência e da diretoria em eventos importantes para a classe


ALERTA ÉTICO
Esclareça suas dúvidas sobre a reprodução assistida


GERAL 3
Medicamentos: cresce movimento contra a propaganda em todo o território nacional


GALERIA DE FOTOS



Edição 235 - 03/2007

ATIVIDADES DO CREMESP 4

Recadastramento: prazo se estende até 30 de abril. Impreterivemente.



RECADASTRAMENTO
Novo prazo para os médicos

Operação especial será estendida até 30 de abril

Os médicos que atuam no Estado de São Paulo terão até o final de abril para realizar o recadastramento. Até o final de março, mais de 50 mil haviam confirmado seu registro no Cremesp e deverão receber sua nova carteira médica ainda no primeiro semestre de 2007.

“Com o recadastramento, nós provavelmente descobriremos que uma parte dos 91 mil médicos registrados no Estado de São Paulo já faleceu, mudou de profissão ou não vive mais no país”, avalia o conselheiro Henrique Carlos Gonçalves.

Após o prazo de 30 de abril, os médicos poderão ainda realizar o procedimento, mas sem o apoio da estrutura especialmente montada pelo Conselho em todas as sedes e delegacias do Estado de São Paulo.

Conforme a Resolução Cremesp nº 152, de 2006, todas as pessoas físicas médicas inscritas no Conselho deveriam recadastrar-se no período fixado. Desta forma, quem não se recadastrar estará cometendo uma infração ética.

É importante lembrar que para o recadastramento o médico deve levar os documentos originais atualizados. Os documentos necessários são: formulário preenchido; RG; CPF; Cédula de Identidade do Médico (via plastificada) e 1 foto 3x4 (recente, sem data e com fundo azul). Não serão aceitas cópias dos documentos, ainda que autenticadas. Os médicos que tiverem alterado seu nome por motivo de casamento, separação e outros, devem apresentar os documentos com a averbação emitida tanto nos órgãos públicos responsáveis pela emissão como no Cremesp.

Para a averbação, os documentos necessários são: original da carteira profissional de médico (capa verde) e cópia simples da certidão de casamento.  Nos casos de médicos estrangeiros naturalizados, os documentos exigidos são: original da Carteira Profissional de Médico (capa verde); cópia simples do certificado de naturalização; cópia simples do RG; cópia simples do título de eleitor; cópia simples do documento militar (homens). Para médicos estrangeiros não-naturalizados é obrigatória a apresentação do original do Registro Nacional de Estrangeiros (RNE).

A partir de maio, o atendimento na sede e delegacias voltará aos horários normais, das 9h às 18h, inclusive para o recadastramento.

Horários de recadastramento 
O expediente especial é exclusivo para o recadastramento e qualquer outro serviço deverá ser feito dentro do horário normal.


CFM avisa: médicos não devem preencher formulário da TISS

O Conselho Federal de Medicina avisa: tendo em vista a exigência crescente das operadoras de planos de saúde para os médicos preencherem o formulário TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar), o presidente do Conselho Federal de Medicina, Edson Andrade, e o diretor Gerson Zafalon estiveram no Rio de Janeiro onde se reuniram com Leôncio Feitosa, diretor de Desenvolvimento Setorial da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), para tratar do assunto. No encontro, Leôncio reafirmou a desobrigação atual do médico quanto ao preenchimento do documento. O dirigente da ANS afirmou que a Agência Regulatória somente está planejando esta obrigatoriedade para o ano de 2008.


CRISE EM FRANCA
Carta aos médicos

A direção da Santa Casa de Franca não vem aceitando a posse do médico eleito como Diretor Clínico, nos termos da Resolução CFM 1481/97, dando posse a um terceiro não legitimado no processo eleitoral.

O Cremesp, junto com as demais entidades médicas (APM, Sindicato dos Médicos e Academia de Medicina), tentou por todos os meios de negociação reverter a situação e fazer prevalecer as normas éticas, sem êxito. A matéria hoje encontra-se sub-judice, sendo que o CFM já manifestou expressamente seu apoio ao Cremesp e à decisão do Corpo Clínico da Santa Casa de Franca.

Outras atitudes foram adotadas pela direção da Santa Casa. A posse do presidente da Amesc (Associação dos Médicos da Santa Casa de Franca), eleito por unanimidade, também foi impedida. Além disso, o colega eleito foi demitido em tese sem qualquer justificativa.

Em janeiro, a direção da Santa Casa impediu uma reunião pacífica entre os médicos da região e representantes do Cremesp e do sindicato.

Outros médicos que ocupam cargos de liderança estão sendo demitidos sem justa causa.Diante deste contexto, instalou-se na Santa Casa de Franca uma situação litigiosa no âmbito ético-profissional da Medicina.

O Cremesp entregou, há poucos dias, ao secretário de Estado da Saúde de São Paulo, um relatório contendo informações acerca da situação na Santa Casa. O documento expõe a crise ética e administrativa que afeta a instituição e solicita a intervenção urgente da Secretaria da Saúde do Estado.

O Cremesp declara que está solidário com os médicos de Franca e região e que não economizará esforços judiciais e ético-profissionais, para o retorno à legalidade e à ética.

Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo
São Paulo, março de 2007

Conselho homenageia ex-presidentes e Berta Sbrighi


Homenagem: Pedro Paulo Monteleone, Gabriel Oselka, Desiré Callegari,
Berta Sbrighi e Fernando Carvalho e Silva

O Cremesp homenageou, dia 27 de fevereiro, a médica Berta Sbrighi, que completou 58 anos de exercício profissional da medicina. Berta foi uma das primeiras mulheres médicas a atuar no Brasil e dedicou a maior parte dos seus 95 anos à profissão. Nascida no Rio Grande do Sul em 1911, ela iniciou seus estudos na Universidade de Sorbonne, em Paris, mas teve que concluí-los no Rio de Janeiro, na Escola de Medicina e Cirurgia, em 1937.

Berta casou-se com um colega de faculdade, Cenno Sbrighi, com quem manteve um consultório no bairro da Lapa, em São Paulo. Desde 1965, ela integra a Associação Brasileira de Mulheres Médicas (ABMM), entidade da qual foi secretária nacional por 15 anos. No mesmo dia foram homenageados os ex-presidentes do Conselho, Fernando Leite de Carvalho e Silva, Gabriel Wolf Oselka e Pedro Paulo Roque Monteleone.

Os demais ex-presidentes já haviam sido homenageados por ocasião do cinqüentenários do Cremesp.


Este conteúdo teve 589 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 8h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 8h às 20h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2020 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 209 usuários on-line - 589
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior