PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL (JC pág. 2)
Editorial de Henrique Carlos Gonçalves, que assumiu a presidência do Cremesp em 27 de julho


SOLENIDADE (JC pág. 3)
Posse de novos diretores completa rodízio nos cargos de direção da Casa


ENTREVISTA (JC pág. 4)
Henrique Carlos Gonçalves dá sua primeira entrevista como presidente do Cremesp


DIRETORIA (JC pág. 5)
Acompanhe o perfil de cada um dos novos diretores do Cremesp


ATIVIDADES DO CREMESP (JC pág. 6)
Educação Médica Continuada: anote próximos módulos na Capital e em Taubaté


ACIDENTE AÉREO (JC pág. 7)
Cremesp e entidades médicas divulgam Nota Pública sobre a tragédia


ESPECIAL 1 (JC pág. 8)
Vem aí a terceira edição do Exame de Egressos do Cremesp. Inscrições abertas


ESPECIAL 2 (JC pág. 9)
Exame de Egressos 2007: já é consenso, na sociedade, a importância desta iniciativa


ATUALIZAÇÃO (JC pág. 10)
O canal Atualização desta edição traz novas propostas p/casos de tuberculose no país


GERAL 1 (JC pág. 11)
Preenchimento da TISS gera debate entre entidades médicas


HISTÓRIA (JC pág. 12)
Hospital Sírio Libanês: primeira UTI da América Latina


ACONTECEU (JC pág. 13)
Acompanhe os fatos que marcaram o mês de julho para a classe médica


ALERTA ÉTICO (JC pág. 14)
É lícito atender pelo SUS e indicar cirurgia particular?


GERAL 2 (JC pág.15)
Atualize sua agenda e programe-se: eventos interessantes não faltam...


GALERIA DE FOTOS



Edição 239 - 07/2007

HISTÓRIA (JC pág. 12)

Hospital Sírio Libanês: primeira UTI da América Latina



HOSPITAL SÍRIO-LIBANÊS

Fruto da iniciativa de imigrantes, a instituição tem preocupações que vão além do atendimento médico

Inaugurado oficialmente em 1965, o Hospital Sírio-Libanês tornou-se referência em saúde, e hoje oferece muito mais que um vasto atendimento a seus pacientes, nas mais diversas áreas da Medicina.

Sua construção foi viabilizada pela Sociedade Beneficente de Senhoras do Hospital Sírio-Libanês, entidade fundada em 1921 e coordenada por Adma Jafet até 1956, que tem como missão desenvolver ações integradas de assistência social, à saúde, ao ensino e à pesquisa. Desde a sua criação até hoje é mantenedora da instituição.

Além da estrutura física dos prédios – localizados em um terreno de 17.000 metros quadrados –, que abrigam o que há de mais sofisticado em equipamentos médicos, o corpo médico e o de apoio são devidamente treinados para oferecerer aos pacientes cuidados que vão além dos procedimentos básicos do tratamento clínico. Para isso, são oferecidos suportes nutricional, psicológico e odontológico, o que torna sua passagem pelo hospital menos traumática. São feitas no Sírio-Libanês cerca de 1.163 internações/mês, além de 37 cirurgias e procedimentos/dia, que demandam um corpo clínico de 1.800 credenciados (sendo 104 médicos contratados) e 2.600 funcionários. Isso tudo torna possível o atendimento de mais de 60 especialidades médicas, 12 especialidades cirúrgicas e mais de dois mil tipos de diagnóstico por imagem.

Pioneirismo
Em 1961, Daher Cutait realizou a primeira cirurgia no hospital, dando início à próspera trajetória da instituição. Conhecida pelo seu pioneirismo, foi a primeira na América Latina a inaugurar uma Unidade de Terapia Intensiva. Outras ações pioneiras são os investimentos em tecnologia, com a instalação do primeiro PET/CT do Brasil, a Ressonância Magnética 3.0 Tesla, a Mamografia Digital e, no campo de tratamento, a Radioterapia de Quarta Dimensão – inédito na América do Sul. “O Hospital Sírio-Libanês tem todo o potencial para atender o cliente mais exigente, interno ou estrangeiro. Ainda mais com a acreditação da Joint Comission, em cujo processo já estamos na reta final e aguardamos a avaliação para o final de 2007”, explica Maurício Ceschin, superintendente corporativo do hospital.

Filantropia e ações sociais
De fundamental importância tanto para a criação do hospital, quanto para a captação de recursos financeiros nele investidos no decorrer de sua história, a Sociedade Beneficente de Senhoras do Hospital Sírio-Libanês desenvolve trabalhos de grande alcance social. Instituição filantrópica com ações em parceria com o SUS e projetos para moradores carentes do bairro da Bela Vista, em São Paulo, ela atende em seus projetos o público encaminhado pelo SUS, com mais de 18 mil exames e 338 cirurgias de alta complexidade realizadas até então. Formada por 254 voluntários, a Sociedade abrange não apenas as questões diretamente ligadas à saúde da comunidade carente, mas também as áreas cultural, de educação, esportes e lazer, programas para economia familiar e geração de renda, terceira idade, entre outras.

Referência internacional na área da saúde
Com o investimento em equipamentos e no próprio corpo médico, o Hospital Sírio-Libanês tornou-se referência internacional na área da saúde. Baseado em um novo conceito operacional e de gestão do hospital, “os núcleos de medicina avançada são um modelo inédito no Brasil e têm o seu foco na excelência plena de atendimento. O pioneiro foi o Núcleo Avançado do Tórax, e estão previstos ainda outros voltados para as áreas de Cardiologia, Obesidade e Moléstias Infecciosas. Este é um dos projetos que dá início ao processo de expansão do hospital, que contará ainda com a ampliação do centro cirúrgico, da UTI e com o novo centro de check-up”, relata Maurício Ceschin.

Também em destaque, o Centro de Oncologia do Hospital tem reconhecimento internacional como um dos serviços mais completos e modernos do Hemisfério Sul, reunindo especialistas de grande renome no país, garantindo, assim, desde o diagnóstico até os mais avançados tratamentos, como a radioterapia e radiocirurgia no combate ao câncer.

Incentivo à pesquisa
O Instituto de Ensino e Pesquisa (IEP) do Hospital Sírio-Libanês concentra os recursos necessários à realização de eventos e avançadas pesquisas e experimentos, em diversas áreas de conhecimento da medicina. Criado em 2003, o IEP organiza cursos de formação e de atualização de profissionais da área médica, além de oferecer centros de treinamento equipados com moderna infra-estrutura para cursos e pesquisa tecnológica em cirurgia e laboratórios de investigação clínica e básica.

O Instituto conta com uma sala especial de telemedicina – onde se realizam o ensino à distância e o programa de Segunda Opinião Internacional – e uma biblioteca que comporta um rico acervo na área da saúde. Seis laboratórios de treinamento especializados, como os de microcirurgia e simulação em atendimento de emergência, integram o complexo de pesquisas e ensino.
Atualmente, o IEP mantém seis Grupos de Pesquisa, divididos em Estudos da Dor, Trombose e Hemostasia (GPTH), Novas Tecnologias no Diagnóstico e Tratamento do Câncer, Medicina Intensiva e Anestesiologia, Células Tronco e Neurociências, este vinculado ao Instituto Internacional de Neurociências de Natal Edmond e Lily Safra, parceria firmada em 2005 para a criação de um Laboratório de Neurociências no IEP.

“O diferencial alcançado pelo HSL é fruto não apenas da sua estrutura física, mas de uma medicina exercida com embasamento científico, sempre na busca do diagnóstico, sem deixar de lado o calor humano, ou seja, a medicina exercida com a alma. Esses valores, legados dos idealizadores do hospital e figuras essenciais na sua história, como dona Adma e Violeta Jafet e dr. Daher Cutait, são até hoje perpetuados pelos funcionários, médicos e colaboradores do Sírio-Libanês, que buscam sempre o melhor para o doente”, conclui Fábio Gregory, anestesiologista do hospital e conselheiro do Cremesp.


Tecnologia de ponta em diagnósticos por imagem



Este conteúdo teve 60 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2020 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 496 usuários on-line - 60
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior