PESQUISA  
 
Nesta Edição
Todas as edições


CAPA

EDITORIAL (JC pág. 2)
A crise na assistência médica no Nordeste comprova que a classe médica chegou ao limite de sua tolerância


ENTREVISTA (JC pág. 3)
Representantes do INSS esclarecem pontos nebulosos sobre a aposentadoria especial para médicos


ATIVIDADES CRM (JC pág. 4)
Educação Médica Continuada: palestras de especialistas levam atualizações para médicos da capital e do interior


ATIVIDADES CRM (JC pág. 5)
Pacto pela Saúde: plenária temática coloca o tema em debate pelas três esferas do poder


ATIVIDADES CRM (JC pág. 6)
Médicos de Taubaté, com mais de 50 anos dedicados à profissão, são homenageados pelo Conselho


ENSINO MÉDICO (JC pág. 7)
Exame do Cremesp: 1ª fase superou em quase 20% os participantes de 2006


ESPECIAL 1 (JC pág. 8)
Congressos de Bioética direcionam cientistas latino-americanos e europeus p/a construção social e a paz


ESPECIAL 2 (JC pág. 9)
Congressos de Bioética: acompanhe resumo da palestra do médico e teólogo Jan Solbakk


GERAL 1 (JC pág. 10)
Confira dados do 1º Levantamente Nacional sobre Consumo de Bebidas Alcoólicas


GERAL 2 (JC pág.11)
Destaque: quais os limites da ética na relação entre médicos e a indústria farmacêutica?


ATUALIZAÇÃO (JC pág. 12)
Síndrome Metabólica: você sabe como diagnosticar?


GERAL 3 (JC pág.13)
A assistência médico-hospitalar, na visão do conselheiro José Marques Filho


ALERTA ÉTICO (JC pág. 14)
Como proceder nos casos em que o médico adoece? Acompanhe as análises do Cremesp sobre o tema...


GERAL 4 (JC pág. 15)
Câmara Técnica de Nutrologia participou ativamente de encontro sobre a indústria de alimentos


GALERIA DE FOTOS



Edição 241 - 09/2007

GERAL 3 (JC pág.13)

A assistência médico-hospitalar, na visão do conselheiro José Marques Filho


Coluna do conselheiro

Assistência médico-hospitalar


José Marques Filho

Um dos pontos críticos na atenção à saúde é a necessidade de internação para procedimentos clínicos ou cirúrgicos. A própria indicação de internação traz uma preocupação adicional ao paciente, além daquelas próprias de sua enfermidade. É natural e esperado que ocorra certa ansiedade ou agravamento de sintomas psicopatológicos prévios.

A internação hospitalar é, portanto, uma situação especial que merece atenção e cuidados do médico assistente no sentido de fornecer apoio e orientação conforme a demanda particular de cada paciente.

Nesta situação, a relação médico-paciente adquire especial importância. A vulnerabilidade da pessoa que adoece e seu grau de dependência em relação ao seu médico assistente e aos outros desconhecidos profissionais que trabalham no hospital criam um cenário que pode gerar um forte sentimento de insegurança. Portanto, é fundamental que o paciente hospitalizado tenha o seu médico assistente formalmente nomeado, embora receba atenção e tratamento de uma equipe médica.

O Conselho Federal de Medicina, considerando estes fatos, publicou a Resolução CFM 1493/98, que determina ao diretor clínico do estabelecimento de saúde que tome providências para que todo paciente hospitalizado tenha o seu médico assistente responsável desde a internação até a alta hospitalar. Determina também que devem ser asseguradas previamente as condições indispensáveis para a realização do ato médico nas cirurgias eletivas.

Infelizmente, passados nove anos de sua publicação, constatamos que esta determinação não tem sido cumprida em boa parte de nossas instituições, principalmente nos hospitais-escola, ligados às nossas faculdades de medicina. E é justamente nestas instituições que se espera uma assistência médica de excelência e um maior cuidado com a formação ética do jovem médico.

Longe de tratar-se de uma medida puramente administrativa, esta resolução tem um forte caráter ético e técnico. A situação onde um paciente é internado para uma determinada equipe ou para um serviço médico da instituição, dificulta enormemente a verificação de responsabilidade ética, civil e penal dos profissionais que prestaram o atendimento.

Por outro lado, cria condições que levam geralmente a uma inadequada assistência médica. Se teoricamente todos os profissionais são responsáveis e estão comprometidos na assistência ao paciente, na prática o que ocorre é a ausência da fundamental relação médico-paciente e a falta de um acompanhamento horizontal da evolução clínica do paciente. Esta situação com freqüência posterga decisões clínicas ou cirúrgicas, levando ao aumento da morbidade, seqüelas, óbitos e freqüentemente a lides éticas e jurídicas.

A responsabilidade formal do cumprimento da Resolução CFM 1493/98 é dos diretores clínicos, porém a luta e o compromisso para que ocorra de fato na prática diária é de todos nós. Afinal, é nossa responsabilidade zelar e trabalhar pelo perfeito desempenho ético da medicina e pelo prestígio e bom conceito da profissão.

Agenda da Presidência

CRM de Roraima inaugura nova sede

O Conselho Regional de Medicina de Roraima (CRM/RR) tem uma nova sede. A solenidade de inauguração aconteceu no dia 6 de setembro, com a presença do presidente do Conselho Federal de Medicina, Edson de Oliveira Andrade, presidentes de CRMs de outros Estados, entre eles Henrique Carlos Gonçalves, do Cremesp, além de várias autoridades locais.  A nova sede – cujo custo foi de R$ 2,4 milhões – com 1.200 metros quadrados de área construída e uma estrutura arquitetônica moderna, possui auditório com capacidade para 178 pessoas, biblioteca com 10 mil exemplares, sala da plenária, informática, câmara de sindicância, corregedoria, além das demais salas administrativas.

Ética e Profissionalismo
O primeiro evento realizado na nova sede do CRM/RR aconteceu no dia seguinte à inauguração. O 2° Encontro de Ética e Profissionalismo tratou sobre temas atuais ligados à área da medicina e teve como tema de palestra ministrada pelo presidente do Cremesp, Henrique Carlos Gonçalves, sobre A Ética na Propaganda Médica.


Fmusp debate Exame do Cremesp


Bacheschi, Henrique Carlos, Cerri e estudantes da Fmusp

No dia 10 de setembro foi realizado um debate no teatro da Faculdade de Medicina da USP sobre o Exame do Cremesp. O evento contou com a participação do ex-diretor da Fmusp, Giovanni Guido Cerri; do presidente do Cremesp, Henrique Carlos Gonçalves; e do vice-presidente, Luiz Alberto Bacheschi. Promovido pelo Centro Acadêmico Oswaldo Cruz (CAOC), o debate contou com  uma participação expressiva dos alunos daquela faculdade.

Presidente do Cremesp é condecorado pela
Polícia Militar

Henrique Carlos Gonçalves recebeu, no último dia 21, a Medalha Centenário do Centro Médico, concedida pela Polícia Militar do Estado de São Paulo – Secretaria de Estado dos Negócios da Segurança Pública. A condecoração, realizada em cerimônia especial no Centro Médico da corporação, foi decidida por unanimidade de votos em reconhecimento ao empenho e dedicação do presidente do Conselho para com a Unidade e a Polícia Militar do Estado de São Paulo.   

Encontro Nacional de Psoríase
A convite da Câmara Municipal de São Paulo, Henrique Carlos Gonçalves e Luiz Alberto Bacheschi, presidente e vice-presidente do Cremesp, respectivamente, participaram, no último dia 22, da solenidade de abertura do 3º Encontro Nacional de Psoríase; 5º Encontro Municipal de Psoríase; e 1º Encontro Municipal de Vitiligo

Outras atividades

- Participou, no dia 30 de agosto, de reunião com médicos em Presidente Prudente; e deu palestra sobre Exame do Cremesp aos alunos da Faculdade de Medicina de Presidente Prudente.
- Compareceu, no dia 4 de setembro, na reunião da Comissão de Recadastramento realizada no CFM.

São Paulo tem novo secretário da Saúde

Januário Montone é o novo secretário municipal da Saúde de São Paulo, em substituição à médica Maria Aparecida Orsini, no cargo havia dez meses. É a quarta mudança no comando da secretaria, desde 2005, quando teve início a gestão PSDB-DEM.


O secretário, que não é médico, trabalhou no Ministério da Saúde, na gestão do atual governador de São Paulo, José Serra (PSDB).



Este conteúdo teve 303 acessos.


CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO
CNPJ: 63.106.843/0001-97

Sede: Rua Frei Caneca, 1282
Consolação - São Paulo/SP - CEP 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO
(11) 4349-9900 (de segunda a sexta feira, das 9h às 20h)

HORÁRIO DE EXPEDIENTE PARA PROTOCOLOS
De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


ESTACIONAMENTOS : NOVOS CONVÊNIOS


CONTATOS

Regionais do Cremesp:

Conselhos de Medicina:


© 2001-2020 cremesp.org.br Todos os direitos reservados. Código de conduta online. 156 usuários on-line - 303
Este site é melhor visualizado em Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 40 ou superior e Chrome 46 ou superior